Compartilhar, , Google Plus, Pinterest,

Como montar um food truck e obter sucesso

clientes em food truck
Como montar um food truck e obter sucesso
Esse texto te ajudou?

Introdução – Como montar um food truck e obter sucesso

Nos últimos cinco anos, temos assistido a uma explosão do gênero food truck. Kombis, vans, carrinhos e, recentemente, até bicicletas equipadas com cozinha e/ou freezers vendem todo tipo de comidas nas mais variadas esquinas da cidade. Uma verdadeira maravilha!

O primeiro food truck foi criado em 1866 pelo fazendeiro norte-americano Charles Goodnight. Ele achava que o acesso dos trabalhadores rurais à comida era muito difícil na hora do almoço. Por isso, resolveu colocar o almoço sobre rodas. Mas a grande ocidentalização do food truck aconteceu por volta de 2010.

Depois da crise de 2009, os trailers que vendiam comida viraram uma ótima oportunidade. De um lado, comerciantes que não tinham dinheiro – nem contexto social – para montar um restaurante. De outro, consumidores sem poder de compra para comer em restaurantes caros, que encontravam nos food trucks uma boa alternativa.

Segundo um estudo da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), cerca de 2,5 bilhões de pessoas comem comidas de rua todos os dias pelo mundo.

No entanto, a história da comida de rua é antiga. Em alguns países, como México e Tailândia, as barraquinhas que vendem pratos típicos fazem parte da cultura nacional. No Brasil, a tradição de comer em barraquinhas na rua vem desde a época do fim da escravatura, no século XIX.

food truck comida de rua
Em algumas partes do mundo, provar a comida de rua faz parte da experiência de conhecer a cultura do país

Nos últimos anos, com a união dessa tradição secular da comida de rua à tendência da gourmetização, o gênero food truck tem conquistado cada vez mais espaço. Em algumas cidades, é possível encontrar food parks – espaços que reúnem vários trucks – e já existe até aplicativo para localizar seu food truck de preferência.

De acordo com dados do Sebrae, cerca de 2% da população brasileira trabalha no ramo de food truck. Quer engrossar esse caldo? Neste texto, vou te contar tudo o que você precisa saber sobre como montar um food truck e obter sucesso com ele. Boa leitura!

Antes de abrir seu food truck tenha em mente alguns pontos importantes

O food truck é um tipo de comércio com algumas características bem interessantes. Mas também é muito desafiador. Ao mesmo tempo que você pode simplesmente levar seu restaurante para qualquer lugar da cidade, é preciso ficar atento a diversos fatores para não colocar seu negócio em risco.

Vamos analisar tudo que você precisa saber antes de pôr a cozinha no caminhão e começar a rodar.

Cuidados que você deve ter com o veículo

Em janeiro de 2015, um food truck explodiu no bairro de Perdizes, em São Paulo. A equação foi simples: um botijão de gás com vazamento e freezers ligados – que, provavelmente, emitiram alguma fagulha.

O acidente, felizmente, não foi fatal, mas o proprietário do food truck teve queimaduras de primeiro grau. E o episódio tinha potencial para ter sido uma verdadeira tragédia.

O food truck é, realmente, um perigo em potencial se não tiver a manutenção correta. No mesmo ambiente fechado, você tem materiais altamente inflamáveis e também aparelhos elétricos que podem produzir fagulhas. E pior: tudo chacoalha e anda pela cidade.

food truck roxo
A manutenção do seu veículo deve ser criteriosa, para que ele esteja sempre com boas condições de segurança e também de aparência

É por isso que é fundamental ter um enorme cuidado com o veículo.

De acordo com o capitão dos Bombeiros de São Paulo em uma matéria do Estadão, a maioria dos acidentes em food truck são por causa de vazamento de gás. Ou algum incêndio causado pelo fogão. Para que isso não aconteça, a orientação do bombeiro é ficar de olho nas certificações.

Food trucks são carros adaptados para cumprir a função de restaurante. As oficinas que preparam os trucks devem conceder ao veículo uma Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). Esse certificado deve ser assinado por um engenheiro, o responsável pelas alterações que irão transformar o veículo em um food truck.

Além disso, pesquise bem antes de confiar seu veículo à oficina que fará a transformação. Busque por estabelecimentos sérios e com tradição em fazer transformações para food truck. Pesquise a reputação da oficina e veja o que dizem clientes que já fizeram seus trucks lá.

Fique por dentro da legislação da sua cidade

Por ser um ramo ainda muito novo, ainda não há uma lei nacional que regulamente food truck. Mesmo assim, o empresário precisa prestar atenção às legislações vigentes.

Alguns Estados, como Rio de Janeiro, São Paulo e o Distrito Federal já publicaram leis específicas para food truck. A cidade de Florianópolis, capital de Santa Catarina, também. O município de Curitiba, no Paraná, elaborou até um guia para os empresários desse ramo.

food truck paisagem de florianópolis
Florianópolis, como outras cidades, já possui uma legislação específica para food trucks. Isso lhes permite operar legalmente

Vigilância sanitária

Por estar lidando com alimentos, o truck também irá precisar de licença da vigilância sanitária. As legislações RDC 216 e RDC 49, da Anvisa, orienta sobre as boas práticas relacionadas ao ramo alimentício. Todos os food trucks devem estar dentro dessas orientações para oferecer alimentos livres de contaminação.

Constituição de empresa

Do ponto de vista empresarial, para ter seu food truck, você precisa constituir uma empresa. Inicialmente, você pode optar pelo registro de Microempreendedor Individual (MEI), para quem fatura até R$ 60.000,00 por ano.

Depois que seu negócio decolar, você pode migrar para uma microempresa. Esse tipo de CNPJ permite um faturamento anual de até R$ 360.000,00 ao ano.

Detran

Como o seu restaurante estará sobre rodas, você precisará seguir as regras do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O planejamento da cozinha deve seguir as regras existentes e o seu veículo precisará seguir todas as vistorias e manutenções programadas.

Licenças dos bombeiros

Quando for participar de eventos, certifique-se que eles estão de acordo com o regramento da brigada de incêndios determinada pelo Corpo de Bombeiros. E veja se ele tem o alvará de PPCI, também emitido pelos bombeiros.

Determine qual será o cardápio do seu food truck

Para servir seus pratos no food truck, você contará apenas com uma cozinha bem enxuta. Por isso, ela precisa ser 100% funcional. Tudo ali precisa ter um propósito, não há sobra para desperdício de espaço.

É por esse motivo que definir o cardápio do seu food truck logo no início é vital. Dessa decisão irá depender toda a estrutura interna do seu veículo. Pois um truck que vende sorvete terá que ser muito diferente do que vende hambúrgueres, que também vai ser bem diferente do que produz risotos.

food truck comida light
Se você só irá servir pratos frios, talvez não precise se preocupar com a instalação de uma chapa, mas um forno pode ser interessante. Defina tudo isso a priori

Investimento necessário

Em muitos casos, os preços dos produtos vendidos em food trucks praticamente equivalem aos dos vendidos em restaurantes. Isso faz os clientes chiarem, pois no food truck eles não têm acesso a banheiros, os pratos e talheres são descartáveis, muitas vezes é preciso comer de pé.

Mas, colocando as contas na ponta do lápis, é fácil ver que, na prática, não é viável praticar preços muito mais baixos. Os investimentos em um food truck podem ser bem próximos aos necessários para montar um restaurante que não tenha rodas embaixo.

food truck balanço
Fazendo os cálculos, é possível ver que preços baixos demais não são sustentáveis

O Sebrae possui um guia detalhado sobre como montar um food truck. Nele, há uma estimativa de valores de investimentos iniciais:

  • Aquisição de veículo (novo): R$ 70.000,00
  • Adaptação do veículo, equipamentos e utensílios para a administração do processo produtivo: R$ 70.000,00
  • Despesas com abertura da empresa e procedimentos legais: R$ 2.500,00
  • Estoque inicial de mercadorias e embalagens: R$ 10.000,00
  • Divulgação inicial: R$ 3.000,00
  • Despesas iniciais (um mês) com diversos (aluguel de ponto ou TPU, contador, telefone, funcionários): R$ 8.000,00

O total fica em torno de R$ 165.000,00. Mas esse valor pode variar muito, de acordo com seus sonhos e suas necessidades. A adaptação de um veículo, por exemplo, pode chegar a R$ 1 milhão, ou até ultrapassar.

Segundo uma matéria no jornal Gazeta do Povo, um caminhão adaptado com fornos de pizza pode chegar a um investimento de até R$ 1,5 milhão. Nesse valor já estão incluídos os custos com a cozinha fixa.

Custos e lucros do negócio

O mesmo material do Sebrae que citei acima também traz uma estimativa de custos iniciais do negócio. Os custos fixos mensais giram em torno de R$ 12.000,00. Esse valor inclui obrigações como pagamento de pró-labore do proprietário, seguros, assessoria contábil e outros.

A esse valor, somam-se os custos variáveis. Estima-se que eles fiquem em torno de R$ 16.700,00. Nesse valor, estarão contas como compra de materiais e ingredientes, pagamento de impostos e tributos, despesas com gás e comissões da operadora do cartão de crédito, entre outros.

Por ser um ramo ainda relativamente novo, não existem dados oficiais sobre a margem de lucro de food truck. Mas estima-se que, atualmente, ela esteja em torno dos 20%.

grande evento de food truck
As pesquisas apontam que o faturamento médio dos food trucks faz o negócio ser rentável

Pensando que alguns trucks chegam a ter um faturamento de até R$ 180.000,00 mensais, podemos dizer que os números são bem promissores.

Estrutura básica

Nós já falamos que a estrutura que seu food truck deverá ter vai depender do cardápio que você escolheu. E as estruturas variam muito.

Você pode, por exemplo, optar por somente armazenar e servir os alimentos em seu food truck. A preparação seria feita em uma cozinha externa. É o caso de grande parte dos trucks de brigadeiros, sorvetes e brownies.

Ou você pode escolher preparar os alimentos na hora de servir para o cliente. Se você vende hambúrgueres, ou pizza, não tem outro jeito.

food truck hamburguer
Ninguém gostaria de comer um desses completamente frio

O que irá ser comum a todos os food trucks é uma área para os equipamentos, uma para o balcão de atendimento aos clientes, uma área de preparo (ou para servir) os alimentos e a área do caixa.

É muito importante que a área do caixa fique separada da área dos alimentos. Você também irá precisar de um gerador de energia para manter todos os equipamentos funcionando.

Equipamentos indispensáveis

Depois de adaptar seu veículo para ele cumprir a função de uma cozinha sobre rodas, será a hora de montar essa cozinha.

Independentemente se você irá vender pizzas ou batata frita, alguns equipamentos são coringas. Listei aqui os principais equipamentos indispensáveis para você começar a operar seu food truck:

  • Forno, fogão, fritadeira e chapa para fazer sanduíches
  • Forno microondas
  • Freezer e/ou refrigerador
  • Pia
  • Vasilhames apropriados para o preparo e acondicionamento dos alimentos
  • Utensílios de cozinha (copos, talheres, panelas etc)
  • Liquidificador industrial

Adaptação e customização do food truck

Antes de começar a falar sobre empresas que fazem esse tipo de serviços, precisamos falar sobre a diferença entre adaptação e customização.

Adaptar um veículo para virar um food truck é tirar dele elementos comuns aos veículos de passeio, como bancos, e colocar o que você irá precisar para transformá-lo em uma cozinha. Ou seja, estamos falando da parte interna do veículo e também da parte estrutural – instalação do equipamento de gás, fogões etc.

food truck cozinha industrial
Você precisará fazer caber todos os equipamentos necessários em um espaço super reduzido. Por isso, um bom projeto para o food truck é indispensável

Já a customização é como ele irá ficar do lado de fora. Quer colocar uma jardineira com vasos de flores? Transformar a dianteira do veículo em uma cara de cachorro? Prefere colocar um toldo e fazer uma espécie de varandinha no seu food truck? Tudo isso é possível.

Atualmente, encontrar uma empresa que faça a adaptação do veículo para food truck e sua customização não é tão difícil. Algumas oficinas se especializaram nesse tipo de serviços. Vou listar para você algumas das mais conceituadas.

Fag Brasil

Com fábrica em São Paulo, eles são renomados na adaptação de carros para vender comida. Mas eles também fazem outros tipos de adaptações, como transformar um carro em um petshop sobre rodas.

Bumerangue Reboques

Também sediada em São Paulo, a Bumerangue é o que podemos chamar de uma empresa “old school”. Ela está no ramo de adaptação de veículos para o ramo alimentício desde a década de 1980.

Universal Carrocerias

A Universal está na cidade de Osasco, na Grande São Paulo. Aliás, essa é a única empresa na cidade de Osasco com certificação que lhe permite adaptar food trucks.

CLB Metal

Esta pode ser a empresa se você estiver procurando não só um food truck, mas vários outros veículos especiais. A CLB também constrói motor homes (casas sobre rodas) e muitos outros modelos.

Igloo Car

A proposta da Igloo é ligeiramente diferente daquela das demais empresas de adaptação de food trucks. Porque, em vez de adaptar um veículo já existente, ela produz um tipo de carrinho que pode ser rebocado por  outro veículo. Assim, ele pode ser usado não só para vender alimentos, mas outros produtos, como bijouterias, roupas etc.

Franquias de food truck

Se chegou até aqui, você já está lendo este texto há uma quantidade considerável de minutos. Por isso, vou te propor um exercício:

Pare. Respire. Tome um gole de água se precisar. Porque aqui vamos precisar de muita atenção.

Em maio de 2015, o consultor do Sebrae Erlon Labatut, também criador do portal franqueador.com, previu que a nova onda de franquias seria de food truck. Essa explosão ainda não aconteceu, mas as tendências apontam que é realmente uma questão de tempo.

Para quem não se sente seguro para começar do zero seu próprio food truck, ser franqueado pode ser uma opção vantajosa. Como em todas as outras franquias, a rede oferece apoio e consultoria de negócios.

Mas é preciso atenção, pois nem tudo são flores.

Movimentos do mercado

As curvas de mercado mostram que todo negócio tem sua fase de introdução, crescimento, maturidade e o inevitável declínio. Com os negócios “de moda”, aqueles que sofrem um “boom” repentino, o tempo de maturidade tende a ser mais curto, e a curva de declínio tende a ser mais acentuada.

food truck gráfico ciclo de vida dos negócios
Ciclo de vida dos negócios. CHIAVENATO, Idalberto. Administração nos novos tempos. Elsevier: Rio de Janeiro, 2004.

Os franqueadores estão cada vez mais rápidos em abrir seus portifolios. Isso faz com que a fase de crescimento seja muito rápida, encurtando o ciclo do negócio. Quando começa o declínio, a ponta do funil fica bem estreita, e só resistem os negócios com um diferencial bem claro para o consumidor.

Além disso, há uma outra questão: o relacionamento com o público. O brasileiro gosta de um contato mais próximo com as pessoas. Ele gosta de conhecer o dono da loja (ou do truck), bater papo, se sentir mais íntimo. A franquia tira essa possibilidade, já que a marca pasteuriza essa relação.

Portanto, antes de correr de braços abertos para uma tentadora franquia de food truck, faça uma análise cuidadosa. Repetindo o conselho do Labatut, veja “se este tipo de ciclo está alinhado com suas expectativas de negócio”.

E pese também o propósito do seu negócio, para ver se ele está mais alinhado com a franquia ou com uma relação próxima de seus clientes.

Possibilidades de franquias

Já analisou meticulosamente o modelo de franquia de food truck? Pesou os prós e contras e decidiu que, para você, vale mesmo a pena investir em uma franquia? Então podemos passar ao próximo passo, que é escolher

Los Cabrones

A culinária mexicana é uma das mais ricas do mundo, e a comida de rua é um dos traços culturais fortes no México, como disse lá no começo do texto. Por isso, um food truck de comida mexicana parece até óbvio.

Mas não menos interessante. O cardápio da rede inclui pratos típicos da culinária mexicana, como nachos, quesadillas e até alguns menos conhecidos. É o caso dos “dedos rellenos”, que são pimentas recheadas.

Boteco em Casa

Esta é interessante para quem tem o nicho de eventos bem definido. O escopo dessa rede é oferecer um clima de boteco a eventos particulares, como casamentos e aniversários.

O cardápio inclui os mais clássicos da comida de boteco, como pastelzinho, bolinhos, escondidinhos e chopp.

Light Food Way

Encontrar comida saudável para o dia a dia não é uma tarefa tão fácil, nem nas grandes cidades. A maioria dos locais vende comidas gordurosas demais, processadas, cheias de sódio.

Oferecer alimentos saudáveis e light, cada dia em um lugar diferente, pode ser um ótimo negócio.

Ainda vale a pena investir em food truck?

Depois do nosso último tópico, você pode ter ficado desestimulado a montar seu food truck. Calma, não desanime. Ainda temos muito a conversar.

Hoje em dia, os especialistas já não têm mais dúvidas: os food trucks não são moda. Eles se tornaram um modelo de negócios, e estão aí para ficar.

De acordo com análises de mercado, o movimento de food trucks ainda é oscilante. Uma hora aumenta, logo em seguida diminui. O faturamento já não é mais o mesmo de quando os primeiros trucks começaram a aparecer. Mas ainda é possível ter um ganho significativo.

food truck pessoa computador calculadora
“Ainda vale a pena investir em food truck?” Vale.

No entanto, haverá o momento em que esse mercado irá atingir um equilíbrio. Esse será o ponto que decidirá quem fica e quem sai. O que marcará a diferença será o grau de conhecimento de mercado do empresário e sua capacidade de se adaptar às novas necessidades.

Se você tem certeza de que gosta do ramo da alimentação, gosta de servir comida para as pessoas, isso já é um importante primeiro passo. Depois, você precisa pensar se está disposto a lidar com as dificuldades de servir comida na rua – intempéries, falta de mesas, banheiros, problemas de segurança pública etc.

Sentindo que você pode superar essas dificuldades e que seu negócio tem um propósito que irá agregar valor aos clientes, o que as pesquisas apontam é que o food truck ainda é uma opção rentável.

Modelo de negócio consolidado

O que quer dizer quando falamos que os food trucks são um “modelo de negócio consolidado”?

Estar consolidado quer dizer que o food truck não é uma moda que irá sumir daqui a dois anos. Muitos fatores levam a isso. O primeiro deles está no fato de a comida de rua ser um tipo de negócio antigo e presente em todos os países.

Outro sinal disso é que diversas cidades e Estados pelo Brasil emitiram regulamentações específicas para os food trucks. Isso aponta uma tendência de permanência dos mesmos.

E os números do mercado também mostram que eles vieram para ficar. Em 2014, de acordo com uma pesquisa do Sebrae, os food trucks movimentaram R$ 140 bilhões. No ano anterior, havia sido R$ 116,55 bilhões.

food truck pessoa comprando
Eles vieram para ficar. Aproveite!

Algumas mudanças e adaptações ao mercado foram necessárias ao longo dos anos, e outras ainda serão. Por exemplo, ticket médio em food truck diminuiu. A pesquisa do Sebrae revelou que 75% dos empresários oferecem produtos de até R$ 30. Ou seja, menos gourmetização, melhor custo-benefício para o cliente.

A esta altura do campeonato, porém, já é possível dizer: não é mais preciso inventar a roda. O modelo de negócios food truck já está bem consolidado. Isso te abre espaço para inovar em um terreno seguro que já possui dados sobre os quais se basear.

Como ter sucesso com seu food truck

Eu queria muito mesmo te entregar uma poção mágica, um pó que você pudesse tomar e virar, do dia para a noite, um sucesso de vendas. Mas eu sei e você também sabe que isso não existe. A única coisa que irá te fazer ter sucesso com seu food truck é trabalho duro, temperado com muita informação.

Mas tem uma dica de ouro que pode fazer toda a diferença na sua trajetória:

Estude

O primeiro fator que irá determinar o sucesso do seu food truck é a sua dedicação para estudar o mercado e o negócio. Perca a vergonha e converse com outros proprietários de food trucks. Esclareça suas dúvidas, fique a par das principais dificuldades, pegue dicas de quem vive o dia a dia da coisa.

Localização

Como já mencionei, algumas cidades e Estados do Brasil agora têm legislações específicas para food trucks. Se, por um lado, isso é positivo, pois regulamenta a prática, por outro, tem seus pontos bem negativos.

Um deles é o fato de o proprietário do truck não poder escolher livremente onde vai estacionar seu restaurante sobre rodas. Em São Paulo, por exemplo, as ruas permitidas para estacionamento de food truck são as de menor movimento. Ótimo para o trânsito, péssimo para os negócios.

Assim, muitas vezes, os trucks acabam operando mesmo em eventos. Ainda assim, há algumas dicas para que você possa fazer uma escolha mais acertada do local onde vai estacionar sua cozinha-possante.

Fluxo

O local deve apresentar um grande trânsito e também concentração de pessoas. Preferencialmente, em uma região mais comercial da cidade, onde as pessoas têm o hábito de comer fora de casa.

Estacionar seu food truck próximo a um centro comercial pode ser uma estratégia inteligente. Normalmente, quem trabalha em escritório não vai muito longe para almoçar. Isso faz com que as pessoas tenham um número limitado de opções de restaurantes. E elas enjoam de comer sempre a mesma comida.

Quando você chega lá com seu food truck, oferece a elas uma oportunidade de sair da rotina, provar uma coisa diferente e variar.

Se quiser operar à noite, estacionar próximo a casas noturnas ou locais onde há shows pode ser uma boa ideia. Esses estabelecimentos não costumam oferecer comida. Quando oferecem, não têm uma boa relação custo-benefício. Seu truck será uma opção apetitosa.

Demanda

Pesquise se o ponto onde você quer estacionar não acaba de inaugurar um novo restaurante que está sendo um sucesso. Veja se a clientela da região, de fato, tem demanda por uma nova oferta de comida.

Acesso

Prefira locais de fácil acesso. Veja, por exemplo, se há transporte público perto, ou se é uma região que dispõe de vagas para as pessoas estacionarem seus carros.

Trânsito

Verifique se o trânsito na região não “esconderá” seu food truck. Cheque se as pessoas conseguirão vê-lo no meio do tumulto de carros.

food truck escondido em trânsito
Tenha cuidado para não ficar escondido atrás de ônibus e caminhões, onde ninguém poderá te ver

Concorrência

Considere a concorrência que há no local para onde você quer ir e meça seu diferencial. Você realmente acha que irá trazer algo novo aos clientes daquela região?

Higiene

Nós já sabemos que a cozinha do seu food truck estará impecável. Mas isso não vai ajudar muito se você escolher estacioná-lo em um lugar que tem um esgoto a céu aberto.

Confira com cuidado as condições de higiene da região. Ninguém gosta de comer sentindo um cheiro horrível, ou em um lugar que está cheio de lixo ao redor.

Marketing

Às vezes, pode acontecer de você não ter muita opção, a não ser estacionar o truck em um lugar um pouco menos visível para o público. Mas tudo bem. Isso pode ser contornado com ações eficientes de marketing.

Poste em sua página do Facebook e perfil do Instagram onde você vai estar, dê check-in, compartilhe sua localização geográfica com as pessoas, dê um brinde em troca de check-ins. Essas ações irão atrair mais clientes.

pessoa fazendo check in em food truck
Você pode, por exemplo, dar um brinde em troca de um check-in. Isso ajuda a promover o seu food truck e mostrar sua localização

Custos de aluguel

Na maioria dos eventos, o proprietário do food truck precisa pagar uma taxa para ocupar o espaço e vender seus produtos. Em outros eventos, cobra-se ainda uma porcentagem sobre as vendas. E ainda há o custo da licença.

Analise se o local ou evento terá público suficiente para gerar uma demanda que vá cobrir seus custos e ainda garantir sua margem de lucro.

Dicas para montar seu food truck

Você já sabe como montar, equipar e onde estacionar seu food truck. Também já sabe como é a legislação em sua cidade. Mas ainda há algumas dicas que irão potencializar seu sucesso. Veja:

Planejamento

Uma das maiores causas para a morte prematura de empresas é a falta de planejamento. Faça seu plano de negócios com cuidado e bastante dedicação. Pesquise bem o mercado, pesquise a demanda da cidade, mude de ideia no meio do caminho se for preciso e refaça o plano.

Invista na estrutura

Não é novidade para ninguém o risco de um barato sair caro. Lembre-se que, além de meio de locomoção, seu truck também será uma cozinha e um salão de atendimento aos clientes. Não caia na tentação de economizar fazendo um investimento meia-boca em sua estrutura. Isso te fará gastar muito mais dinheiro mais tarde – se não acabar condenando seu negócio.

Atenção aos cuidados com a cozinha e documentação do seu food truck

Se você já assistiu a algum episódio do reality show “Pesadelo na Cozinha“, comandado pelo chef Érick Jacquin, sabe o que pode estar por trás das portas das cozinhas onde nós comemos. É horrível, terrível e horripilante.

food truck cozinha suja
Já imaginou receber uma visita da vigilância sanitária e apresentar aos fiscais instalações nessas condições?

Mas em um restaurante, pelo menos, eles podem esconder isso atrás de portas e paredes. Já no food truck, a cozinha está bem à mostra para os clientes. Se o fator “higiene e segurança” não for suficiente para te convencer que a cozinha precisa estar um brinco, a imagem do seu negócio precisa ser.

Além disso, não brinque com a documentação. Tenha sempre disponíveis os documentos necessários, caso tenha que mostrá-los em uma vistoria.

Prepare seu emocional para trabalhar na rua

Você está com tudo organizado, ingredientes comprados, até contratou um freelancer para dar um reforço, pois o evento aonde você está indo promete ser enorme. Bem na hora, cai um temporal daqueles. O evento é ao ar livre, e a brincadeira de São Pedro botou tudo a perder.

food truck temporal
Alguns dias não serão tão bons. Vai haver chuva, vento, calor demais. Acontece.

Infelizmente, trabalhar na rua tem dessas desvantagens. Você vai estar sujeito a chuva, sol forte demais, vento. E também a outras coisas desagradáveis, como uma briga de rua que começa de repente e estraga o clima da festa, espantando a freguesia.

Prepare seu estado de espírito para lidar com todos esses incidentes. Faça uma meditação, invista em sua saúde emocional e saiba que um dia é da caça, o outro é do caçador.

Encontre parceiros para seu negócio

Com o crescimento do mercado dos food trucks, crescem também os preços. Em alguns casos, o valor para participar de eventos pode ser altíssimo. Por outro lado, há muitas lojas e outros estabelecimentos em busca de atrair mais clientes, e um food truck bacana em sua porta é um ótimo chamariz.

Busque parcerias para seu truck. Estabeleça uma rede de contatos e faça acordos do tipo ganha-ganha. Isso vai ser muito bom para sua marca ficar mais conhecida, aumentar sua cartela de clientes e também suas oportunidades de negócios.

Conclusão – Food truck é o tipo de negócio para mim?

Ser o proprietário de um food truck não é fácil. São diversos os desafios que você vai encontrar. Trabalhar na rua, lidar com contratempos, investir na adaptação e customização do veículo, atender ao público em um ambiente que não oferece muito conforto.

Mas também pode ser muito recompensador. O Sebrae revela que 35% dos negócios desse ramo faturam entre R$ 5.000,00 e R$ 10.000,00 por mês. Para 25%, o faturamento é de R$ 10.000,00 a R$ 15.000,00 e 24% tem uma margem de lucro maior de R$ 20.000,00.

Além disso, você não poderá reclamar de rotina. Cada dia em um lugar, conhecendo pessoas diferentes, em regiões diferentes. Sonhando alto, pode até fazer uma temporada em outra cidade ou outro Estado. Já pensou?

Se o ramo alimentício não é muito a sua praia, há outras opções de negócios móveis. Você pode, por exemplo, montar uma loja de chinelos sobre rodas. Também pode montar uma loja de maquiagens e artigos de perfumaria itinerante.

food truck lavar carro
A crise hídrica abriu espaço para franquias de lava-jatos ecológicos móveis

Seja em qual ramo for, o mais importante é você pesquisar bem sobre o mercado, se planejar e se manter equilibrado para superar os obstáculos.

Já falei aqui no blog sobre as características de um bom negócio em tempos de crise. Vale a pena dar uma olhada no post para reunir a maior quantidade possível de informações. Elas são a chave para o sucesso!

Aqui no Blog Como Ganhar Dinheiro de Casa eu abordo muitos temas diferentes como opções para você aumentar a sua renda, aprender novas habilidades e, claro, para trabalhar em casa.

Se você quiser aprender como eu ganho dinheiro na internet e Começar Um Negócio na Internet, ensino tudo no curso Trabalho Internet. Quando eu falo tudo, é tudo mesmo. Você vai saber exatamente o que fazer sem ficar perdido tentando encontrar um nicho ou o assunto para abordar em um blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *